(19) 9 8187 9851
contato@gazetaitapirense.com.br 
(19) 9 8187 9851
contato@gazetaitapirense.com.br 
  • 08/02/2020

Mãe e irmã declaram: “45 dias de uma angústia sem fim”

Neste final de semana, completa-se 45 dias desde que dois amigos, Roosevelt Felipe de Almeida, o Russinho, de 29 anos, e Rafael Rodrigo da Costa, o Sagui, foram vistos pela última vez.  O veículo em que foram vistos pela última vez, um Citroen C4, foi encontrado 3 dias depois queimado em canavial na vicinal Itapira-Guaçu.

Desde então, apesar do empenho da polícia, familiares dos dois enfrentam uma dura e angustiante rotina a espera de alguma notícia. Roseli, irmã Rafael, conta que não fica um dia sem acessar redes sociais na expectativa de um fato novo; Rafael, segundo ela, era o mais novo de seis irmãos. Segundo ela quem mais tem sofrido é o pai, Liberato Costa, de 77 anos, que cumpre uma rotina de ir quase que diariamente à delegacia de polícia à procura de alguma notícia.

Situação não menos deprimente do que enfrenta Rosemary, mãe de Roosevelt. Ela conta que até por tratamento psicológico tem passado para superar o drama de não encontrar o marido. Depois de um período de afastamento voltou ao trabalho e neste aspecto, segundo ela, recebeu o consolo de muitos colegas. “Chega um momento que você não sabe o que pensar”, desabafou.

Rosemary conta ainda que, por outro lado, se viu em situação onde foi abordada por pessoas que fazem a ela observações ácidas, quando não impertinentes a respeito do assunto. “Quem tá do lado de fora muitas vezes nem se dá conta do drama que a gente tá passando”, comentou, reclamando mais compreensão das pessoas para este momento tão delicado que ela e outros familiares dos dois colegas vivenciam.

Angústia de familiares dura 45 dias já

 

Últimas Notícias

Guia Comercial