(19) 9 8187 9851
contato@gazetaitapirense.com.br 
(19) 9 8187 9851
contato@gazetaitapirense.com.br 
  • 12/02/2020

Garotão itapirense chega à base do Flamengo

Essa foi uma semana muito especial para o estudante itapirense Ruan Norbiatto, de 16 anos. A direção da Sociedade Esportiva Itapirense, clube do qual frequenta a base desde 2018 quando ingressou no sub-15, finalizou o acerto final para sua apresentação no dia 02 de março no “Ninho do Urubu”, o célebre (por boas e más lembranças) centro de treinamento do Clube de Regatas Flamengo.

Ruan, com estatura de 1,90 metros, é goleiro e na recente edição da Copa São Paulo de Futebol Junior foi reserva de Maranhão, um dos destaques da equipe que causou sensação no começo deste ano. Por coincidência, Maranhão também foi transferido para outro gigante do futebol do Rio de Janeiro, o Vasco da Gama, clube rival do Flamengo que levou também o meia Andrei.

Apesar de prata da casa, Ruan contou que precisou ralar como muitos outros garotos para ter um lugar ao sol dentro do clube de sua cidade natal. “Passei por uma peneira em 2018”, relembrou. Revela ainda que traz no sangue o dom para a posição. O pai, seu Maurício, e até o avô, José Norbiatto, fizeram sucesso no futebol amador aqui da cidade atuando no gol. Ruan diz que desde pequeno sempre quis ser goleiro incentivado pelo pai e pelo avô.

O “namoro” com o Flamengo teve início em 2.018 na disputa do campeonato paulista sub-15. Observadores do clube carioca o viram em ação e ficaram de olho nele. Feitos os primeiros contatos, passou a ser monitorado mais de perto pelos representantes do rubro negro, até que fosse batido o martelo para sua transferência. “Pô, estou muito feliz, muito ansioso”, disse durante conversa na sede da Esportiva, na rua Francisco Glicério.

Ruan com Julinho Néris: prata da casa rumo ao Flamengo 

 

Trabalho

Julinho Néris, 24, diretor executivo da Esportiva, também está feliz da vida, disse que o garoto “tem pedigree”, acreditando que ele reúna todas as condições necessárias para se dar bem na carreira. Néris disse que a projeção alcançada por garotos da base do clube que dirige expressa o bom trabalho realizado nas categorias de base.

A posição de goleiro é aquela que tem rendido mais frutos. Além dos já citados casos de Maranhão e do próprio Ruan, o clube cedeu Pedro Rangel para o Fluminense e o atual terceiro goleiro da Ponte, Pedro Rocha, também foi formado aqui em Itapira. Tem ainda o meia Denilson, outra promessa levada pelo Flamengo. “Tudo isso é resultado do processo de seleção, formação, capacitação e lapidação dos nossos garotos”, finalizou o dirigente.

Últimas Notícias

Guia Comercial

error: