(19) 9 8187 9851
contato@gazetaitapirense.com.br 
(19) 9 8187 9851
contato@gazetaitapirense.com.br 
  • 08/09/2020

Comerciantes e moradores do Soares se queixam da insegurança

Mesmo sem reuniões ordinárias desde março passado, o Conselho Municipal de Segurança, Conseg, continua recolhendo reclamações da população. Segundo o atual presidente, José Bernardes, a demanda mais recente diz respeito a uma suposta onda de furtos que estaria ocorrendo nas imediações do jardim Soares, sobretudo em vias mais movimentadas, como a Ari Wilson Cremasco, Clélia Dini, avenidas Liberdade e Henriqueta Soares.

“As reclamações são muitas, algumas dando conta de ação de bandidos inclusive à luz do dia”, informou Bernardes. Ele contou ainda que a maioria das reclamações diz respeito à movimentação de pessoas estranhas. “Um comerciante da avenida Henriqueta disse que houve recentemente um furto em seu estabelecimento e que o fato ocorreu depois que observou movimentação de pessoas desconhecidas”, afirmou o presidente do CONSEG.

Ainda segundo Bernardes, algumas destas supostas vítimas, preferiram não fazer boletim de ocorrência. Apesar disso, ele tomou a iniciativa de conversar com o comando do policiamento aqui na cidade, levando o resultado de suas conversas com os moradores. “Elaboramos uma espécie de memorando, relatando com detalhes as informações descritas, uma forma de ter algo mais consistente para apresentar aos órgãos policiais”, considerou.

Mesmo sem reuniões regulares, Conseg vem se movimentando

Moradores de rua

Bernardes comentou ainda que a presença mais constante de moradores de rua naquele trecho que compreende as avenidas Liberdade e Henriqueta Soares, tem feito aumentar a desconfiança com relação à presença de estranhos circulando pelo bairro. “Evidentemente que tudo isso tem que ser averiguado”, encerrou.

 

Últimas Notícias

Guia Comercial

error: